Inspiração: Franjas

Anny K. Denardi 0 Comentários


      Cortar a franja é uma ótima opção para quem quer dar uma melhorada no visual sem fazer uma transformação drástica. Ela pode emoldurar o rosto, esconder partes indesejadas, disfarçar algo, dar mais movimento e leveza ao cabelo e até interferir na expressão. Por outro lado, uma franja não adequada é capaz de estragar o visual inteiro.
Sabendo que tipo de franja usar:

     Já faz um tempo que as franjas estão em alta. E a tendência promete continuar. Muitas famosas estão adotando o corte, que pode ter vários estilos diferentes. “O importante é respeitar o modelo do rosto e fazer o corte que melhor se adapte", afirma o hairstylist Bruno Moura, da Ophicina do Cabelo, no Rio de Janeiro.
Conheça os tipos de franja





 Longa

      Bastante versátil, pode ser usada dividida ao meio, jogada para trás ou para uma das laterais do rosto. Combina com qualquer formato de rosto e é perfeita para mulheres com cabelo comprido ou para quem vai cortar franja pela primeira vez – se o resultado não agradar, é possível prendê-la facilmente.



Média
     Usada de lado, começa um pouco abaixo da sobrancelha, chegando até a maçã do rosto. Para dar movimento e leveza ao visual, geralmente é desfiada. Ficam bem nos rostos redondos e nos quadrados. Ideal para quem quer mudar, sem ousar demais.



Curtíssima
     Cravada no meio da testa ou apenas um pouco acima das sobrancelhas, não é para qualquer uma. Funciona para mulheres com rostos bem juvenis e que flertam com o mundo da moda. Invista se tiver rosto arredondado ou quadrado, já que por deixar parte da testa à mostra, faz a face parecer alongada.


Curta e reta
     É clássica e atemporal. Cortada logo acima das sobrancelhas, pode ser cheia ou mais ralinha. “É uma ótima pedida para mulheres com rosto triangular, que possuem a testa mais larga que o maxilar”.



Meia-lua
     Com os fios do centro um pouco mais curtos que os laterais, a franja maia-lua ajuda a equilibrar e suavizar rostos ovais, redondos e retangulares. As pontas são levemente desfiadas e o look ganha instantaneamente um ar romântico e bastante feminino.

Tipos de franjas conforme o rosto



Rosto redondo – franja mais longa nas laterais, para afinar a face, e desfiada nas pontas, para dar movimento.
Rosto quadrado – franja dividida no meio ou na lateral (jogada para o lado), na altura do olho ou nariz. Não deve ser usada na altura da boca para baixo, para não deixar a face ainda mais quadrada.
Rosto fino e comprido – franja na altura dos olhos ou até na altura das sobrancelhas. Para criar volume, deve ser mais espessa.

Testa grande – o ideal é a franja na altura dos olhos, jogada para frente e levemente desfiada nas pontas, para esconder a testa.
Cabelo ondulado – a franja pode combinar com o estilo do cabelo e ter uma leve ondulação, mas, neste caso, deve ser longa e jogada para o lado.
Cabelo encaracolado – franja enroladinha não fica legal. O ideal é sempre usar escova e secador para modelar. Também não deve ser jogada pra frente, mas sim camuflada no cabelo, dando uma ideia de forma.

Cabelo curto – os cortes mais conservadores não ficam muito bem com a franja demarcada. É legal quando ela se mistura com o cabelo, apenas destacando o rosto. Já as mais ousadas podem usar a franja longa e desfiada, bem estilosa.
Cabelo comprido em camadas – é legal usar a franja também em camadas, como uma continuação do resto do cabelo, dando movimento. Inicie as camadas na altura do nariz e termine na altura do ombro.

Cabelo comprido reto – franja desfiada, um pouco mais longa e jogada para o lado. Não deve ser “retona” como o cabelo.

Escolha a franja de acordo com seu tipo de cabelo

    Antes de encarar a tesoura é preciso levar em conta o tipo de cabelo para então decidir o tamanho e o volume da franja. “Quem tem os fios encaracolados, crespos ou muito volumosos, deve evitar usar a franja na altura das sobrancelhas pois só será possível domá-la com a ajuda do secador ou da chapinha. Nesse caso, o melhor é ficar com uma versão mais longa, na altura dos lábios ou do queixo. Já quem tem os fios lisos ou levemente ondulados pode escolher qualquer modelo. Basta ter um secador e uma escova em mãos apenas para dar uma ajeitadinha nos fios”.


Não basta cortar, precisa manter a franja sempre bem aparada! 

    Só mais uma coisa importante: franja curtinha é sinônimo de manutenção mensal, enquanto médias e longas aguentam firmes pelo menos 45 dias. O recomendado é procurar um profissional para realizar essa manobra. No entanto, se quiser se arriscar sozinha, use uma tesoura de ponta fina e bem afiada e fique esperta: não corte exatamente do tamanho que você imaginou caso seja necessário fazer algum tipo de ajuste, pois uma vez que os fios estiverem no chão, só o tempo conseguirá reverter a situação. rsrs Já deu vontade de cortar franjinha e vocês?

0 comentários:

Obrigado por seu comentário!